Defagro no 16º Encontro dos Cafeicultores de Brejetuba – ES, 3º Simpósio dos Cafés Das Montanhas do Espírito Santo e Seminário de Indicações Geográfica Para Café – 2017

A cafeicultura das montanhas do Espírito Santo é a atividade econômica predominante, tendo uma área implantada de 160 mil hectares em produção, estando distribuída em 23.000 propriedades rurais, com produção média, nos últimos anos, de 2,5 milhões de sacas, envolvendo 52.687 famílias, e responde por cerca de 153 mil postos de trabalho, demonstrando a capacidade de geração de empregos e distribuição de renda da atividade. Isso sem considerar a cadeia produtiva do café que é extensa e hoje movimenta vários setores da economia.

Nas Montanhas, a cafeicultura tem se desenvolvido tipicamente em pequenas propriedades, utilizando predominantemente a mão de obra familiar, evidenciando sua grande relevância no aspecto social, na geração de emprego, na distribuição de renda, e como importante fator de fixação do homem no meio rural.

Inserido nesta região está o Município de Brejetuba, que é hoje o maior produtor de café arábica do estado do Espírito Santo com uma produção média de 350 mil sacas de café beneficiadas por ano, sendo também maior produtor de cafés cereja despolpado com uma produção de 100.000 sacas destes cafés por ano.

Assim, com apoio dos parceiros Bayer e Timac, a Defagro participou do 16º Encontro dos Cafeicultores de Brejetuba, 3º Simpósio dos Cafés Das Montanhas do Espírito Santo e Seminário de Indicações Geográfica Para Café, onde através do estande instalado na feira pode divulgar produtos, serviços e consolidar ainda mais as parcerias com os produtores da região.

IMG_3313 IMG_3319

Comments are closed.